O Parque

Através de um roteiro autoguiado, o visitante conhecerá a história da imigração germânica revelada em quatro espaços: A Saga dos Imigrantes, Espaço das Profissões, Espaço dos Pioneiros e Culturas e Tradições.

Horário de Funcionamento

Todos os dias das 9h30 às 18h

Parque Esculturas Pedras do Silencio_1260

O Esculturas Parque Pedras do Silêncio foi idealizado com o objetivo de resgatar a história da imigração germânica e divulgar por intermédio de esculturas em pedras.

A primeira grande preocupação foi o de montar um roteiro histórico e cultural qEsculturas Parque Pedra do Silêncio - barrilue servisse de base para todo este trabalho. Nesta etapa for de grande a colaboração de vários historiadores da cidade e de descendentes dos primeiros imigrantes que aqui chegaram.

Este roteiro, depois de pronto, foi base para três escultores gaúchos desenvolver as mais de 80 esculturas contando esta história.

A matéria prima utilizada para esculpir o parque, foi o arenito. A opção de usar esta rocha, foi por ser abundante no Rio Grande do Sul e se comportar bem para esculturas. Neste projeto inicial foram utilizados mais de 300 toneladas de pedras que tiveram como procedência pedreiras que fazem a extração deste material.

O nome Esculturas Parque  Pedras do Silêncio surgiu por se entender que as esculturas ( as pedras) estão em silêncio, contando a história da imigração germânica.

Vale lembrar que a entrada e a recepção do parque foram construídas na técnica enxaimel. A mesma técnica que os primeiros imigrantes construíam suas residências no inicio da colonização. Esta técnica consiste em montar uma estrutura de madeira, onde as peças são encaixadas umas nas outras sendo presas com pinos de madeira (não utilizavam pregos na montagem da estrutura) e depois fechavam as paredes com tijolos, pedras ou ainda somente galhos e argila.Esculturas Parque Pedra do Silêncio - enxaimel

Todo este processo de idealização do parque teve inicio em 2011 e somente em 14 de novembro de 2014 foi aberto á visitação.

O projeto foi a realização de um sonho dos irmãos Valmor e Claudionor Heckler que entendem como de suma importância este resgate e divulgação da história da imigração germânica, bem como fazer uma homenagem a estes bravos imigrantes que deixaram a sua pátria e escolheram este chão para plantar as sementes de onde nasceu e germinou a cidade de Nova Petrópolis.

Esculturas Parque Pedra do Silêncio - bustos II

O que nossos visitantes estão dizendo

"Amei o lugar!! Parque com muita cultura, muita história e também muita paz! Um ótimo passeio para casais e também para famílias! O lugar é muito lindo, transmite muita harmonia e paz! Para quem está indo de Gramado para Nova Petrópolis é uma parada obrigatória para contemplar e compreender a cultura dos imigrantes germânicos! Além disso, os funcionários são extremamente simpáticos e atenciosos! Parabéns a todos os responsáveis pelo parque!! Nota 1000!"

"Estive com um grupo visitando essa parque e fiquei encantada com o trabalho dos artistas e a dedicação das pessoas que cuidam do lugar.
A história do parque foi contada com bastante entusiasmo e detalhes pelo Valmor, que nos apresentou um outro lado da imigração germânica no Brasil.
As esculturas são perfeitas e retratam com delicadeza e verdade desde como tudo começou até a origem do nome das profissões alemãs.
Acredito que esse trabalho conjunto desde a narrativa das estórias para os escultores, a execução de cada relato e a preservação do parque prometem vida longa ao local.
Parabéns a todos!"

Entre em contato conosco

Como chegar

Rua Emilio Dinnebier Filho, 560 – Linha Brasil – Nova Petrópolis

com acesso no km 13 da ERS 235 (Rodovia que liga Nova Petrópolis a Gramado).

O acesso ao parque é sinalizado e todo por vias asfaltadas, com estacionamento para carros e ônibus. 

contato@pedrasdosilencio.com.br
(54) 9979-0528 e (54) 9994-9995